Maria Lúcia Tristão

SALVEI UM ANIMAL

Bauru, São Paulo – Brasil
Relato: 09 de abril de 2006

“Gostaria de relatar um dos resgastes que já fiz para salvar a vida de um animal. Foi em meados de janeiro de 2006. Eu estava trafegando pela Rodovia Marechal Rondon, num pedaço que liga o meu bairro (Higienópolis) ao bairro da minha nora (Vista Alegre). Naquele trecho especificamente estava sendo recapeada a rodovia, portanto usava-se apenas uma faixa da pista. Tinha muitas máquinas, muitos trabalhadores. Quando estava chegando na entrada que vai para o Vista Alegre me deparei com uma cachorrinha Poodle (preta) de aproximadamente 6 meses, andando na beirada da pista. Não pensei duas vezes, parei o carro, ah, minha mãe estava comigo (me chamou de doida) e lá fui eu para o resgate que demorou aproximadamente 1 hora. A cachorrinha estava muito assustada, pois quando eu ia ao seu encontro ela começava a descer correndo e eu ficava desesperada de medo que ela atravessasse a pista.

Mas, como Deus está sempre ao nosso lado, eis que surge uma senhora lá embaixo, então gritei: – Senhora, segure a cachorrinha para mim. Quando ela ia tentar a cachorrinha mudava o rumo e vinha ao meu encontro. Quando via que estava chegando perto de mim ia ao encontro da senhora. E nós fomos assim fechando o cerco mas, quando ela viu que não tinha mais espaço foi para o meio da pista. O que fiz? Simplesmente parei o trânsito na rodovia, formei uma fila de quase 2 km de carros. O primeiro da fila era um enorme caminhão, daqueles que têm duas carretas. Eu simplesmente parei no meio da pista e abri os meus braços pedindo que parassem e o motorista gentilmente diminuiu a velocidade e assim foram fazendo os outros que vinham atrás dele.

Mas, o resgate não parou aí, ela atravessou a pista e estava se encaminhando para a outra pista, que seria terrível se isso acontecesse, pois daí eu não teria como cercá-la. Volto a dizer, Deus estava ali, juntinho comigo. Chegou então o Sr. Reginaldo de moto e eu gritei para que ele me ajudasse a resgatar a Princesa (aí ela já tinha até nome) e ele muito solidário foi cercando a cachorrinha e fazendo com que ela se encaminhasse para mim. Quando chegou perto e viu que não tinha mais como fugir, pois tanto eu como ela estávamos muito cansadas de ficar correndo de um lado para o outro, ela se sentou perto de mim e eu pude pegá-la e abraçá-la e fazer com que ela entendesse que eu queria apenas salvá-la.

Bem o Sr. Reginaldo perguntou se era minha (sim, todos achavam que era minha) e eu disse que não, estava querendo apenas salvá-la e encontrar um lar para ela, pois deve ter sido abandonada. Foi então que Deus agiu de forma total, pois o Sr. Reginaldo me disse: – Eu queria muito ter um cachorrinho desses para dar de presente para o meu filhinho Lucas que tem 3 aninhos. Eu disse: – Nossa que felicidade Sr. Reginaldo, então a Princesa já encontrou um lar. E assim fomos nós 3 muito felizes: eu, Sr. Reginaldo e a Princesa. Não preciso nem dizer que minha mãe ficou uma fera, né?! Bem, essa foi uma das muitas histórias que eu tenho para contar de resgaste dos meus AUmiguinhos. Um grande abraço para vocês, parabéns pelo lindo site e continuem na luta pelos animais.”

Anúncios