O que é SER?

Esta mensagem é um convite. Um convite à reflexão. Uma tentativa de apreender. E o aprendizado é sempre de mão dupla. Louco do mestre que não procura em seus alunos o aprendizado necessário. Os mestres, formadores de opinião, celebridades, ídolos, vozes, são espelho. Não existiriam caso não fossem fruto de uma flagrante necessidade e vontade popular. Não importando o número de pessoas envoltas.

O movimento animal cresceu no Brasil. E em todo o mundo. O respeito inerente pelos humanos à mãe Gaia vem tomando corpo. As agências de publicidade mundial estão repercutindo isso. Seja na menção desfocada da infantilização de seus produtos, seja na inserção cada vez maior de animais em seus anúncios de produtos. Isso não é acaso. À semelhança dos animais e das crianças, e esta tendência tem um objetivo de cativar mais cedo o público aos produtos, também espelha um desejo. Esse desejo humano de sempre ser criança e bicho. Ambos muito parecidos, pela singeleza de atitudes, fragilidade de movimentos, determinação de objetivos, beleza física e pujante liberdade.

O SER humano necessita de uma constante evolução. Crescimento contínuo. E a razão está em evoluir sem atropelos. Pelo respeito à diferença. Pelas atitudes. Devemos sempre ser mais ID em domínio do EGO, se posso assim dizer da filosofia oriental.

A mãe Gaia pede proteção. Nos cantos do mundo vozes levantam-se em seu apelo e acuidade perene. Muitos não agem assim infelizmente. Pobres de espírito e ainda com valores materiais. Ninguém é insano ao negar o valor do vil metal. Mas necessitamos respeitar e agradecer o fato desta viagem. A viagem da VIDA. Como em um espetáculo, a viagem assim deve ser apreciada. Passa a existência e nós humanos vamos coletando fotografias, arrumando lembranças, crescendo. Uns dão valor a coisas menores como a cor do trem, o assento, o conforto. Outros procuram admirar. E construir. Estes últimos somos nós, amantes da vida, formando consciência, e defensores eternos dos direitos dos animais.

Recentemente mudei meus hábitos de alimentação. Aprendi que VEGETUS não tem origem latina e sim grega. Significa VIDA. Vida forte. Saudável. Não pretenderei, aqui, falar e dizer que o certo é este ou aquele comportamento. Nossa viagem é longa, alguns tomam rumos diferentes e não são mais ou menos. Por vezes divergem de rota. Mas têm o espírito da mudança. E este é comum.

Respeito à diferença. Respeito. Construção de um ideal de VIDA.

Devemos sorrir. Responder com veemência e não com violência. Conscientizar, doutrinar sem impingir. Instalar um tijolo de cada vez procurando dar à viagem um contexto prático e demonstrando aos outros que e qual o real objetivo da nossa existência.

Recentemente fui rude. Respondi a uma indagação tendenciosa com muito rancor e agressão. Peço desculpas Nelson. Mas aos que agredi, também peço reflexão. Devemos ser mais cautelosos. Arregimentar parceiros, não importa se amigos ou não, este critério é pessoal, mas parceiros. Parceria significa união de objetivo comum. Pelo bicho e por uma coexistência pacífica entre humanos e nosso planeta. A natureza como partícipe e não sendo alvo de predadores.

Cresçamos. Plantemos uma árvore por dia. Não importa em que terreno. Mental ou físico. Educação de princípio. Agir sem pensar não é uma atitude séria. Bradar, protestar com objetivo definido. Não desejar ser sua verdade mais veraz que a do semelhante. Faça. Acredite. Não procure pelo reconhecimento. Reconhecimento é algo evolutivo. Vejam a palavra. Ela fala per si.

O movimento de defesa animal precisa crescer. Pobres daqueles que não sabem construir seus sucessores. Terão toda sua viagem perdida e esquecida. Precisamos crescer em número e em aprendizado. Sejamos como a flor que nasce semente, cresce, dá flor, termina seu ciclo para dar vazão a outro. Como a água do rio. Que corre. Nossa viagem é assim. Em que parte da corredeira a água é igual? Em nenhuma. Ela muta. Torna-se volumosa,
barrenta em determinados momentos, cristalina em outros. Assim somos nós.

Um grande abraço a todos. Um beijo em vossos corações. Persigam sempre seus objetivos. Não importa o quão difícil seja a subida da montanha. A beleza de apreciar do cume conforta todos os dissabores.

Obrigado a todos. Defensores da Vida. Protetores dos animais. Vigilantes de Gaia.

Autor: Rogério dos Santos Ferreira Gonçalves
OAB/SP Nº 88.387
VIGILANTE DA VIDA – BRASIL
vigilantesdavida@terra.com.br
http://www.macacoazul.com.brwww.direitoanimal.com.br