Vai viajar? Proteja seu animal

Evite que o seu animal de estimação se perca, adoeça, seja roubado, ferido ou atropelado.

Antes de viajar, tome as seguintes providências:

* Providencie um local seguro para o animal ficar. Se for deixá-lo em um hotel para animais, faça reservas com antecedência. Muitos já estão lotados para este período!

* Procure uma instituição com boas referências de amigos ou do seu veterinário. Infelizmente, temos recebido denúncias de negligência em alguns desses estabelecimentos.

* Visite com antecedência o local, certifique-se que o espaço é seguro, à prova de fugas, que as instalações são limpas, que os animais parecem ser bem cuidados, que os funcionários são atencisosos e carinhosos e que há controle de saúde e de parasitas na admissão dos hóspedes caninos/felinos.

* Se for deixar uma pessoa em casa cuidando de seus animais, deixe com ela os telefones de amigos (que conheçam seus animais), de seu veterinário, seus telefones para contato e orientações claras para o caso do animal fugir. Fotos também ajudam. Veja em nosso site, na seção Cadê Rex? as dicas “Meu animal fugiu: e agora?”.

* Muitos gatos suportam bem a visita diária de alguém para colocar ração e água, trocar a área sanitária e checar seu bem-estar, fazer um chamego. Este esquema, em geral, não é apropriado para cães!!! Eles sentem por demais a falta dos donos e muitos até deixam de comer. De toda forma, se esta for a sua única opção, deixe o número dessa pessoa com os vizinhos e veja se eles podem monitar de longe as visitas do “cuidador”, de forma a assegurar o bem-estar físico e emocional de seus animais. Recentemente, um cão foi ferido por outro que estava solto no Lago Norte e ficou sangrando por mais de 12 horas até o cuidador passar por lá – enquanto isso, os vizinhos tentavam, desesperados, uma forma de ajudá-lo, sem conseguir! Muito sofrimento poderia ter sido evitado se os vizinhos ao menos tivessem o contato daquela pessoa!

* Em hipótese alguma viaje deixando apenas um “baldão” de água e comida para seus animais. Isso leva ao sofrimento e adoecimento, e caracteriza abandono. E abandono é crime!

* Outra providência muito importante que você pode tomar, quer seu animal fique em casa ou em hotel, é identificá-lo com coleira e plaquetinha. Esta simples ação ajudaria todos os animais que achamos perdidos, a retornarem para seus lares.

* E se algum vizinho viajar deixando seus animais abandonados, visite nossa cartilha de maus-tratos no site e denuncie imediatamente. Veja em nosso site, na seção ‘Animais têm direitos’, a Cartilha de Proteção Animal ProAnima.

* Finalmente: vai viajar de carro? Pé na estrada com respeito à vida. Vá devagar, curta a paisagem, respeite os ciclistas e os animais na pista. Esta também é uma época quando aumentam muito os atropelamentos de animais domésticos e silvestres.

* Ah, e para fazer um programa duplo, sensacional, tipo carnaval e proteção animal: anote, registre e denuncie quaisquer pontos de tráfico de animais silvestres nas estradas.

Com todo mundo fazendo sua parte, o carnaval e qualquer viagem vai ser mais legal!

Carta Aberta à Comunidade
ProAnima – Associação Protetora dos Animais do DF
Entidade sem fins lucrativos, fundada em 31/08/2003
Tel: (61) 468-1834
http://www.proanima.org.br
proanima@proanima.org.br

 

Anúncios