Palestra – Gary Yourofsky

Palestra inspiradora de Gary Yourofsky, na íntegra, sobre direitos animais e veganismo, realizada na Universidade Geórgia Tech, nos EUA, no verão de 2010. Ouça a esse sensacional palestrante que vai desmistificar mitos, inundar sua mente com fatos interessantes e ajudá-lo a fazer escolhas éticas para ter um coração e uma alma mais saudáveis. Seu estilo carismático de discurso é único e tem que ser visto por qualquer um que se preocupe com animais ou que deseje transformar o mundo num lugar melhor.

http://www.youtube.com/watch?v=8bH-doHSY_o&feature=player_embedded                                

– acesse o link e assista à palestra ao vivo –

Manchetes de jornais:

“Gary Yourofsky: Um guerreiro por justiça.”

“4 ativistas anti-pele são presos.”

“Ativista do direito dos animais promete viver e morrer por sua causa.”

“Animais são escravos dentro de circo.”

“Ativista faz protesto do lado de fora de circo.”

“Movido por uma paixão por justiça.”

“Escolhendo um dos lados e lutando sozinho.”

“Ativista é acorrentado a carro no Circo Shrine.”

“Yourofsky é acorrentado a carro em loja de peles.”

“Ativista do direito dos animais não apoiará crueldade.”

“Bandido ou mocinho?”

“Ativistas acabam com negócio em loja de peles.”

“Ativista devota sua vida pelo direito dos animais.”

“Estou pronto para ir pra cadeia.”

Diz Gary Yourofsky: “Quebrar leis, de Jesus Cristo a Nelson Mandela, de Rosa Parks à Martin Luther King; leis sempre foram quebradas para facilitar mudanças substanciais.”

APRESENTADOR:

“O palestrante de hoje é bacharel em jornalismo pela Universidade de Oakland e graduadoem Radio Broadcastingpela Escola Specs Howard of Broadcast Arts. Gary Yourofsky já passou por mais coisas do que muitas pessoas jamais gostariam de passar pela vida. Ele já foi preso mais de 10 vezes e passou 77 dias em um centro de detenção de segurança máxima, tudo em nome do direito dos animais. Gary palestrou em centenas de escolas por todo o país, incluindo a Universidade de Connecticut, Estadual de Michigan e Bowling Green. A autora Charlotte Montgomery até incluiu um capítulo sobre Gary em seu livro, Blood Relations. Por favor, dêem as boas vindas ao palestrante nacional, Gary Yourofsky.”

GARY YOUROFSKY:

Boa tarde a todos, meu nome é Gary Yourofsky. Por favor, anote meu email e meu website caso queiram me contactar depois.

Hoje vamos falar sobre as vítimas esquecidas deste mundo: os animais. E do vício mais antigo e persistente do mundo: carne. Vou desafiar suas crenças hoje. Certas partes da palestra serão intensas, mas deixe-me começar com uma afirmação: Eu não estou aqui para ser seu inimigo. Os pontos de vista que serão mostrados pra vocês hoje não necessariamente refletem o ponto de vista de seu professor ou desta instituição. E não estou tentando fazer você largar sua religião. Nenhuma religião nos obriga a comer carne! A Regra de Ouro diz: “Trate os outros como queres ser tratado” e os animais também fazem parte desse “outros” assim como fazem parte de “Não matarás.”! As 2 mais importantes, e ainda assim mais ignoradas, palavras de todas as religiões. Não há nenhum asterisco ao lado delas dizendo: “a menos que você use 4 patas para caminhar e tenha pêlos, penas, bicos ou brânquias”. Fique com seus amigos, seu partido político e seu patriotismo, continue assistindo seus programas de TV favoritos e ouvindo suas músicas favoritas, mesmo que seja Ted Nugent. Irei fazer alguns comentários sarcásticos, mas verdadeiros, durante a palestra. Sintam-se à vontade para rir quando eu estiver sendo sarcástico, apenas não riam nas partes sérias.

Vou falar por aproximadamente 65 ou 70 minutos, e depois teremos nossa sessão de Perguntas e Respostas por cerca de meia hora, então, segure suas perguntas até lá. Por enquanto, eu tenho algumas perguntas retóricas pra vocês. A escravidão-propriedade, lucro, vítima, dominação – é uma exclusividade da raça humana? Negros, judeus, mulheres e crianças foram as únicas vítimas dessa atrocidade? Vacas não estão sendo escravizadas? E os porcos? Galinhas, perus, peixes e ovelhas? Se eles não são escravizados, então o que eles são? Livres? A escravidão pode ter uma vítima que não é nem humana e nem animal? Os oceanos, as florestas e a própria terra não se tornaram vítimas de propriedade também? E os abatedouros? CASA DE ABATE (house of slaughter, slaughterhouse em inglês). Você acha mesmo que existe algo como “abate humano”? Qual exatamente é a sua definição de “humano”? Além de abusos psicológicos, tortura, esquartejamento e assassinato, o que mais você acha que acontece com os animais dentro de um abatedouro? Você acha que eles recebem massagem na barriga e tapinhas no bumbum? Porque se você acha que existe algo como abate “humano”, estou curioso se você também acha que existe algo como um estupro “humano”. Pedofilia “humana”. Escravidão “humana”. Que tal um holocausto “humano”? Aliás, qual a sua definição de holocausto? Será que é o massacre de seres humanos? Ou o massacre de seres inocentes? Eu pensei que fosse de inocentes. O que nos leva ao maior dentre todos os holocaustos: Todo ano nos EUA, sem qualquer piedade, assassinamos 10 bilhões de animais terrestres e 18 bilhões de animais marinhos. Não por saúde, sobrevivência, subsistência ou legítima defesa. As pessoas comem carne, queijo, leite e ovos por 4 razões: hábito, tradição, conveniência e gosto.

Quero definir uma palavra que pode ser nova para muita gente: vegano, está ali no topo, na lousa: V-E-G-A-N-O. Veganos, assim como vegetarianos, não consomem carne de animais, sejam eles marinhos ou terrestres. Veganos, contudo, diferentemente dos vegetarianos, também não consomem queijos, leites, ovos, mel ou qualquer outro produto de origem animal. Também não vestimos peles de animais como roupas de pele, couro, lã, seda ou penas. Agora, quero que saibam que eu não fui criado com uma dieta vegana. Eu comi carne, queijos, leites e ovos até meus 25 anos de idade. Eu calçava sapatos, cintos e jaquetas de couro, como a maioria. Aliás, até cerca de 20 anos atrás, eu tinha até mesmo um casaco de peles! Não precisaria dizer, mas eu entendo seus estilos de vida. Era meu estilo também. E para aqueles envolvido com política… Vamos deixar isso de lado agora. Não sou democrata, anarquista ou algum hippie com um armário cheio de camisas coloridas. Não sou republicano, socialista ou fascista. Sou um ativista. “Ativo” é a palavra raiz aqui. Fui banido de 5 países até agora, e preso 13 vezes, por atos aleatórios de bondade e compaixão, em nome dos meus irmãos e irmãs do reino animal. Se quiserem ler sobre isso, vejam meu website.

E hoje, eu adoraria dar uma chance pra vocês de fato fazerem algo a respeito. De vocês realmente se envolverem nisso. Eu entendo que muitas pessoas querem se envolver nisso tudo. Mas colocar um adesivo escrito “Coexista” no pára-choque do seu carro, usar um bracelete com os dizeres “O que Jesus faria?”, ou vestir uma camisa com a frase “Paz e amor para todos”: Isso não é “se envolver”! Eu entendo que estamos todos numa jornada na vida. Todos nós temos nossas preferências, diferentes nacionalidades e religiões, mas há uma coisa que todos nós precisamos ter em comum um com o outro: paz!  Compaixão e paz genuínas, para os nossos companheiros planetários!  Ao contrário de dogmas políticos e religiosos, os animais não nos pertencem. Eles não são mercadorias! Não são propriedade! E eles não são seres sem vida, meros objetos estúpidos que não pensam ou que não possuem sentimentos. Essa visão “Cartesianista” de olharmos para os animais, como se eles fossem máquinas, está ultrapassada e, francamente, 100% insana. Porque se todos nós concordamos que os animais usam seus olhos para ver, seus ouvidos para ouvir, narizes para cheirar, bocas para comer, pernas para caminhar, penas para voar, barbatanas para nadar, genitais para procriar, intestinos para defecar, eu sempre fico perplexo em ver que a maioria das pessoas não acham que eles usem seus cérebros para pensar, sentir, ser racional e estar consciente do ambiente e de si próprio! Será que devo acreditar mesmo que todas as partes do corpo de um animal funcionam bem, menos o seu cérebro?

Essas mentiras estão incrustadasem nós. Apropaganda tendenciosa dos abusadores de animais é enorme! Por exemplo, quando foi a última vez que você ligou a TV e viu um comercial de cogumelos shiitake? Pessoas cantando e dançando pelas ruas, celebrando comer cogumelos? E brotos de alfafa? Quinoa? (um tipo de semente). Rabanetes? Framboesas? Tofu? Você não vê essas coisas em propagandas de TV. O que você vê então? Coma mais carne! Coma mais queijo! Coloque mais queijo em cima de sua carne! Carne, queijo, queijo duplo, queijo extra. E que tal um pouco mais de queijo sobre sua carne? Beba mais leite de vaca, coma mais ovos! E o que você vê entre esses comerciais? Não está se sentindo bem? Precisa ver um médico especializado em câncer? Que tal um médico de coração? Precisa tomar Lipitor? Zocor? Crestor? Plavix? Precisa de algumas pílulas de emagrecimento? Que tal algumas bebidas energéticas? Alguns Kaopectate? Tums! Pepto Bismol… Vocês têm sido enganados. Eles estão te matando, matando os animais e acabando com o planeta. Essas vendas estão bem presas em seus olhos, não estão? Mas se você ficar com a mente aberta hoje, e é tudo que peço, uma mente aberta, vou tirar essas vendas de vocês.

Meu objetivo é simples. Tudo o que quero é religar as pessoas com os animais. Fazer acordar algumas emoções, sentimento e alguma lógica que foi intencionalmente enterrada. E a razão pela qual eu digo “religar” é porque cada um desta sala foi um defensor dos animais em algum momento de suas vidas, um verdadeiro amante dos animais, um real amigo do reino animal. Isso foi quando éramos crianças! Quando éramos crianças… cara!… Nós admirávamos os animais. Eles nos faziam rir e sorrir. Eles faziam a gente ficar feliz! E houve um momento em nossas vidas em que faríamos qualquer coisa para fazê-los ficarem felizes também. Protegendo-os de qualquer crueldade. Ou, pelo menos, reconhecendo a crueldade pela qual eles estavam passando. Tipo, se alguém estava fazendo algo de ruim com um animal na nossa frente quando éramos crianças, nós iríamos gritar e chorar. Tudo porque nós conseguíamos distinguir o certo do errado no que diz respeito a como tratar os animais. Até que um belo dia alguém nos ensinou diferente. Alguém nos fez ignorar o sofrimento deles! Inventar uma desculpa para o fato deles estarem sofrendo. Dar risada da própria existência deles. E eu gostaria que você se focasse nisso hoje, amanhã e depois…

O que diabos aconteceu para que mudássemos de idéia? Quem nos ensinou a ser tão mau, cruel e indiferente para com os animais, quando eles eram nossos amigos? Eles são criaturas inocentes que nunca fizeram nada para nós. Tenho certeza de que podemos concordar em pelo menos uma coisa até agora… Ódio, na sua forma mais pura, é um comportamento que nos é ensinado. Racismo, Sexismo, Homofobia, Anti-semitismo, Misoginia… são todos comportamentos aprendidos! Quando tínhamos 2, 3 ou 4 anos, nós nos importávamos menos com a cor de pele ou religião de nossos amigos. Não acho que haja qualquer dúvida de que o ódio, em sua forma mais pura, é aprendido. E não é diferente com o especismo. Essa deve ser uma palavra nova pra muita gente, está aqui na lousa, abaixo da palavra “vegano”. “Espécie” + “ismo” e eu gostaria de definir esta palavra como o ponto de vista, sem ética e sem princípios, de que a espécie humana tem todo o direito de explorar, escravizar e assassinar outras espécies. E tudo porque acreditamos que a nossa espécie é tão mais especial, tão mais superior do que as outras. Somos os únicos que contam e os únicos que importam. Agora, me corrijam se eu estiver errado, mas essa linha de pensamento é a base de todas as formas de discriminação. Um grupo dizendo e achando que são mais especiais que todos os outros, os explorando, oprimindo e negando qualquer direito deles serem livres. Tratando-os como propriedade, escravizando-os em muitos casos, e até mesmo assassinando-os sem receberem qualquer punição. E aqui você precisa entender algo essencial sobre discriminação: não é normal escolher quais formas de discriminação você será contra… Aquelas que as pessoas acham ruim: racismo… e aquelas a que as pessoas são indiferentes: especismo. A discriminação em si é ruim ou não é. Ou você é contra ou é a favor. Ponto. Não dá para você ficar escolhendo aquelas que acha pertinente.

Gostaria de pedir para que você usasse um pouco de sua empatia agora. E quando eu digo “empatia”, o que quero dizer é: coloque-se no lugar dos animais e comece a ver essa questão do ponto de vista deles. Do ponto de vista das vítimas. Quando você examina qualquer forma de injustiça, sejam as vítimas seres humanos ou não, por favor, lembre-se do ponto de vista das vítimas. Se você não é a vítima, não fique somente com sua a visão porque quando você não é a vítima, fica bem fácil inventar uma desculpa para justificar atos de crueldade, injustiça, não-igualdade, escravidão e até mesmo assassinato. Mas quando você é a vítima… as coisas se tornam bem diferentes desse ângulo. Agora eu gostaria de mostrar um vídeo para vocês, sobre o que acontece dentro dos matadouros.
Quero pedir para que vocês não se virem, não fechem seus olhos durante a exibição do mesmo. Porque se vocês comem carnes, queijos, leite de vaca e ovos, acredito que, no mínimo, sejam obrigados a ver a dor e o sofrimento que estão causando. Mas se você realmente precisar olhar para outro lado ou fechar os olhos durante esse vídeo, acho que deve se perguntar: Se não é bom pros meus olhos, porque seria bom pro meu estômago?

(vídeo)

Já se perguntou porque o McDonald’s, o Burger King e o Wendy’s nunca te mostram essas imagens em seus comerciais? Ao invés disso eles te mostram desenhos de animais cantando, dançando e brincando. Mentem pra vocês. Fazem uma lavagem cerebralem vocês. Programamvocês para que não se importem com coisas que normalmente vocês se importariam. Coisas que vocês se importavam antes. Agora, neste exato momento, nas rodovias dos EUA, pelo menos 5.000 caminhões “campo-de-concentração” estão rodando pelo país. Caminhões que construímos. Dentro deles estão vidas, seres inocentes apavorados. Vacas, porcos e galinhas… Esses caminhões estão indo em direção aos matadouros, que são verdadeiros campos de concentração. Cuidadosamente construídos por todo o país. Quando chegam em seus destinos, os animais estão tão apavorados que não conseguem sequer sair dos caminhões. Eles não são idiotas! Sabem o que os esperam. Alguém munido de varas elétricas vai então até o caminhão e força-os a saírem e a caminharem em direção à sua morte. Ou se eles são pequenos o bastante para serem manuseados, como galinhas, simplesmente o agarram e o jogam com tudo pra fora. Já dentro do matadouro, esses seres inocentes são amarrados de ponta cabeça, completamente conscientes. Em outras palavras, eles entram no matadouro vivos, contra sua própria vontade, e saem cortados em centenas de pedaços.

Mas sabe o que é mais louco que isso? O comportamento daqueles que comem carne. Andam por aí como se seu estilo de vida não causasse nenhum dano. Como se fosse normal e natural consumir violência e morte. Como você se sentiria se, no dia em que tivesse nascido, alguém já tivesse planejado o dia de sua execução? É assim que é ser uma vaca, um porco, uma galinha e um peru nesse planeta. Eu acho esse tipo de comportamento imperdoável. Uma inconveniência de uma espécie que supostamente discerne o certo do errado! Os animais não fizeram absolutamente nada para merecer o ódio e a crueldade com que os tratamos. E espero que todos vocês entendam o que estou lhes oferecendo hoje, quando saírem daqui, depois da minha palestra. Você se dá conta de que, pela primeira vez, pode participar diretamente, ajudando a acabar com esse massacre? Em vez de apenas sentar e simplesmente dizer “amém” a todos esses massacres e a todos os problemas que acontecem nesse planeta. O que é muito frustrante para mim quando eu viajo por este país, fazendo cerca de 250 palestras por ano, para mais ou menos 7.500 alunos, é que todo mundo é bom de papo. Tenho notado que as pessoas são muito boas de papo quando se trata de paz e compaixão. Tipo, as pessoas sempre querem me contar, nunca me mostrar (!), o quão pacíficas elas são, por causa do que acreditam. Ou aquilo que as fazem tristes. “Ei, Gary, eu acredito em Deus! Eu acredito em anjos e rezo o tempo todo!” “E aqueles terremotos… o do Chile e o do Haiti… ah, foi tão triste!” É óbvio que foi triste mesmo. Mas desde quando sentir “tristeza” por uma tragédia óbvia, ou “acreditar em” alguma coisa, torna o mundo um lugar melhor, ou alguém uma pessoa melhor? E escutem, amigos, eu não estou tentando menosprezá-los quando eu falo dessa maneira! Não mesmo! Eu não sou político. Não sou um trapaceiro. Não sou de ridicularizar as pessoas, como podem ver. Isso está além de mim. Espero que vocês saibam apreciar minha honestidade e a minha genuinidade aqui hoje. E eu também não sou um vendedor. Não tenho livros para vender depois dessa palestra. Não tenho DVDs e nem documentários. Não estou passando o chapéu. Não quero o seu dinheiro. Não quero seus endereços de email, nem o endereço de suas casas. Fiquem com tudo isso para vocês. Estou aqui para falar sobre a pior forma de crueldade e violência que está acontecendo neste planeta… Mesmo que a maioria das pessoas não pareçam se importar com isso. Mas quando você se sentar no conforto da sua sala, e você começa a condenar as atrocidades em outros lugares… isso é, pura e simplesmente, papo furado! Isso é a definição de “papo furado”!

O veganismo é uma chance que você tem de realmente fazer alguma coisa real sobre essa compaixão que todo mundo sempre fala. Esta é a chance de mostrar aos outros o quão verdadeiramente pacíficos vocês são. Esta é a chance para uma revolução pessoal. Para deixar a sua marca neste planeta, causando o mínimo de dano possível! Sempre sendo vegano. Agora vamos lá, qual é o argumento para não causar a menor quantidade de dano? Inconveniência? Indiferença? Apatia? Egoísmo? Quero que saibam que não vivo num mundo de fantasias. Tenho plena consciência de que os animais estão sofrendo e morrendo apenas porque estamos neste planeta com eles. Construímos coisas em meio a seus lares. Poluímos o ambiente deles. Destruímos seus habitats. Existe alguma razão de termos que maximizar o sofrimento? E maximizar a crueldade e a morte pela qual eles já passam, comendo eles, acima de tudo? E eu quero cutucar a ferida dos outros, 98% ! Eu repito, 98% dos animais que são abusados e mortos neste planeta, são abusados e mortos pelas indústrias de carne, leite e ovos. São nesses lugares onde a crueldade está acontecendo. Nos EUA, do momento que nascemos até nossa morte, os consumidores de carne comem em média 3.000 animais terrestres, e milhares de outros animais marinhos. Estatísticas do Departamento de Agricultura dos EUA (USDA). E eles parecem pensar que muitas pessoas comem animais, porque nos disseram que somos carnívoros, somos onívoros, somos comedores de carne nato e devemos comer carne. Você sabia que, fisiologicamente, o corpo humano é 100% herbívoro? Somos comedores de plantas! O comprimento dos nossos intestinos é cerca de7 a13 vezes o comprimento do nosso tronco. Que é a mesma proporção presente em todos os herbívoros deste planeta. São bem longos. E sabem qual é o tamanho do intestino de um verdadeiro carnívoro? Hienas, coiotes, ursos, tigres e leões. Apenas de3 a6 vezes o tamanho de seus troncos. Eles têm um trato intestinal curto para que possam empurrar através dele carne animal em decomposição e apodrecendo. Proteína animal, colesterol, gordura saturada, ácidos graxos trans, e é por isso que é impossível, eu repito, impossível para qualquer comedor de carne legítimo, em algum momento, ter suas artérias entupidas. Isso nunca acontece com um comedor de carne legítimo. Qual o assassino número um de humanos que escolhem comer carne, queijo, leite e ovos? Doença cardíaca por artérias entupidas, aterosclerose. Humanos e outros herbívoros, nós suamos pelos nossos poros para nos refrescar. Nós não arfamos, como cães, gatos e leões para nos refrescar. Não temos garras em nossas mãos. Garras são a marca registrada dos carnívoros onívoros. Nós temos enzimas digestoras de carboidratos em nossa saliva, só herbívoros têm isso! Isso significa que deveríamos estar comendo toneladas de carboidratos, como frutas e vegetais. Nossos dentes são largos, curtos, bruscos e chatos, assim como os dentes de outros herbívoros. E antes que alguém diga “Hey, Gary, e esses caninos aqui?”… a maioria dos herbívoros tem caninos, assim como incisivos e molares. Não seria possível para eles, e para nós, comer frutas duras como maçãs sem esses dentes. Nossa mandíbula inferior vai de um lado para outro em um movimento deslizante de mastigação, assim… Nós mastigamos e deslizamos nossa mandíbula quando comemos. Se você mastiga e movimenta sua mandíbula quando come, como todos fazemos, você é um herbívoro. As mandíbulas dos carnívoros e onívoros podem apenas ir de cima para baixo, verticalmente. Rasgar e engolir. Não há mastigação nem deslizamento lateral.

E eu sou um cara justo. Quero dizer, se alguém aí acredita que humanos são carnívoros… Eu darei a vocês 2 desafios para tentarem me provar que estou errado depois da palestra e, por favor, façam-no se quiserem. Eu quero que vão lá fora e encontrem um esquilo no campus, e quando encontrarem o esquilo, ponham esses pés “carnívoros” que todos têm em ação e persigam aquele esquilo, pulem sobre ele e peguem-no com suas bocas. Sem ferramentas, armas ou gaiolas, ninguém poderá trapacear tentando imitar um carnívoro neste desafio, e quando tiverem terminado de matar o esquilo na boca de vocês, fiquem à vontade, comam o esquilo. Olhos, nariz, rosto, dedos, ânus, órgãos internos, sangue, pele… e não se esqueçam do cérebro. Você não pode escolher qual parte do corpo você quer comer, e não pode cozinhá-las também, se as pessoas querem ser realmente carnívoras. Adoraria vê-las comendo carne crua, até sobrar apenas os ossos, dia após dia. E o desafio número 2 é: Pegue uma criança de dois anos e coloque-a num berço. No berço, coloque 2 coisas: um coelho e uma maçã. Se a criança matar o coelho e brincar com a maçã, mande-me um email, me avise, porque se isso acontecer eu compro um carro zero pra todo mundo desta sala. Mercedes e BMWs, com interior de couro e tudo. Ou melhor, na próxima vez que eu vier pra Geórgia Tech, se isso acontecer, eu comerei um sanduíche de carne na frente de todos, seguido de um cachorro quente com queijo, um balde de sorvete e um saco de aperitivo de carne também. Vou pegar a carne, mergulhá-la no sorvete e comê-la.

Eu não prenderia minha respiração esperando essas promessas, não que eu não vá cumpri-las, eu sou um homem de palavra. Mas essas coisas não podem e não vão acontecer, porque humanos não possuem nenhum instinto carnívoro. Nenhum instinto carnívoro quando nascemos, quando somos jovens e quando crescemos. Todos nós nascemos veganos. Nós só adquirimos um gosto pela carne, queijo, leite e ovos depois de eles serem-nos forçados garganta abaixo durante a infância. Agora, tudo o que peço a vocês é que façam algo normal e natural. Comam o que vem da terra. Toda vitamina, mineral e nutriente que existe. Proteína, cálcio, ferro, potássio, todas as vitaminas B… Vocês possuem uma fonte original e essa fonte não são os animais. Vocês estão cientes que pessoas comem os animais depois de os animais terem comido da terra. Pessoas comem vacas depois que as vacas comem grama, um pouco do solo. Então nós as enviamos a confinamentos e alimentamos elas com a maior parte do nosso milho, aveia, trigo e soja. Pegamos então mais milho, aveia, trigo e soja, e enfiamos garganta abaixo em porcos, frangos e perus. Parem de obter seus nutrientes através do corpo de alguém. É ilógico e irracional. Vá a essas fontes diretamente: frutas, vegetais, nozes, sementes, grãos, legumes. Essas coisas não podem te machucar, não podem te causar doenças e, mais importante, elas não machucam ninguém nesse processo! Mas quando alguém consome aquilo que anda, que voa e que nada… Isso é anormal.

De onde as pessoas acham que as doenças vêm? De brócolis? Aspargos? Repolho crespo, couve, mirtilos, framboesas, morangos, peras, nectarinas, uvas, bananas, abacates, cebolas, tomates, pepinos, espinafre? E caso alguém esteja se perguntando sobre aquelas malditas pequenas contaminações de E. Coli, Salmonella que ocorrem algumas vezes por ano com vegetais… Vamos lembrar da única e exclusiva fonte de E. Coli e Salmonella: fezes! Fezes humanas ou de outros animais! Espinafre não caga! Brócolis não caga! Amendoins não cagam! Vamos parar de culpar os vegetais sempre que aparecer uma nova contaminação de E. Coli ou Salmonella. Isso é culpa dessa sociedade comedora de carne! Por que? Bem, comedores de carne querem bilhões de animais de pasto para comer, logo, temos que produzir bilhões de animais terrestres. Lembrem-se, isso não tem nada a ver com Deus. Nada mais a ver com ‘evolução’. Isso são negócios! Negócios do McDonalds, Burger King, KFC, Wendy’s, ConAgra, Perdue e Tyson. É por isso que temos aulas de agricultura animal na faculdade. Para que quando nós produzirmos bilhões de animais silvestres, eles terem trilhões de toneladas de estrume. Isso vai para os rios e não há escoamento para nossas plantações, ou eles estão colocando água contaminada com fezes diretamente em nossas plantações.

Mas todas as nossas principais doenças, doenças cardíacas, ataques cardíacos e derrames, a maioria dos cânceres, câncer de próstata, câncer de colo, câncer de mama, câncer de pâncreas, câncer de ovário, doenças renais, diabetes, osteoporose, hipertensão, obesidade, asma… São 4 os principais fatores que as causam. A propósito, eu também sei sobre os outros fatores. Não estou dizendo que vocês não podem ficar doentes em outros lugares, é claro que podem. Fumar, beber, estresse, produtos químicos no ambiente, xarope de milho com alta frutose, bolinhos… Eu sei sobre as outras coisas que podem levar a uma doença, mas os 4 fatores principais são encontrados na carne, queijo, leite e ovos: Colesterol. Gordura saturada. Ácidos graxos trans. Proteína animal. E vou repetir esta última, aquela que ninguém quer ouvir: proteína animal. Mas quando você se torna vegano, sabia que você elimina o colesterol completamente da sua dieta? Você só consegue colesterol comendo carne, queijos, leite e ovos. O seu corpo produz colesterol sozinho, o chamado colesterol bom. Se trouxer de fora, automaticamente é um colesterol ruim. Você pode eliminar cerca de 95% da gordura saturada quando vira vegano. E você pode tirar todos ácidos graxos trans de ocorrência normal também. Tenha isso em mente:2 a9% de toda carne, e todo laticínio, é naturalmente composto de ácidos graxos trans. E você pode obviamente eliminar toda proteína animal. Proteína animal é muito ácida para o corpo humano. Nós não a processamos corretamente. É a principal razão pela qual 1 em cada 3 comedores de carne continuam tendo câncer. E é uma das principais causas de osteoporose. Vocês estão cientes de que quando proteína animal entra no corpo humano ela torna nosso sangue ácido, instantaneamente? Mas nosso sangue não pode ficar ácido por muito tempo ou nós morremos. Então nosso corpo tem que descobrir instantaneamente como neutralizar a acidez. Eu tenho boas e más noticias. Vamos começar com a boa. Nosso corpo descobriu como neutralizar a acidez. As más notícias: só há um jeito de se fazer isso por enquanto… com fosfato. Só existe uma fonte de fosfato no corpo humano… nos ossos! Só para que saibam, nossos ossos são compostos de duas coisas: cálcio e fosfato. Unidos. Assim, nosso corpo suga cálcio e fosfato dos ossos, usa o fosfato para neutralizar a acidez, e depois eliminamos o cálcio pelo xixi. É por isso que todo estudo epidemiológico, aqueles feitos nas populações humanas, mostram que as sociedades que consomem maior quantidade de proteína animal têm os piores índices de osteoporose, fraturas ósseas e câncer. Enquanto que as sociedades que consomem pouca ou nenhuma proteína animal, os veganos, vegetarianos, hindus, budistas, jainistas, rastafaris, adventistas… têm baixa ou nenhuma taxas de osteoporose, fraturas ósseas e câncer.

E para não entrarmos num debate durante a sessão de perguntas sobre os diferentes estudos médicos disponíveis… Muitas vezes quando sabem que estou vindo dar uma palestra, as pessoas vão na internet procurar e imprimir estudos. Esperam então pela sessão de Perguntas e Respostas e falam: “Hey Yourofsky, tenho um estudo aqui que contradiz tudo que você disse hoje.” “E agora?” Bem, aqui está o “e agora”… Você não precisa de um estudo para me mostrar porque as pessoas estão morrendo, mas para ficar registrado… Para cada estudo que você achar mostrando que humanos precisam comer carne, queijos, leite e ovos, eu rebato com dois. Uma proporção de 2 para 1, mostrando que carne, queijos, leite e ovos são responsáveis pelas principais doenças. Mas todos nós sabemos que estudos podem ser manipulados em ambos os lados. Então, muito embora eu tenha uma bela vantagem de 2 para 1 aqui, jogue tudo fora. Você não precisa desses estudos. Tudo o que precisa fazer é prestar atenção nessa sociedade comedora de carne, queijos, leite e ovos em que vivemos. Quantos membros da sua família e dos seus amigos têm hoje uma doença ou já morreram de alguma doença? Porque eu não posso ser a única pessoa afetada por isso. Meu avô morreu de um ataque de coração, a minha avó morreu de um derrame. Meu tio Jack morreu de um ataque cardíaco. E no dia 15 de outubro do ano passado recebi um telefonema à meia-noite, dizendo que meu pai tinha acabado de morrer de um ataque cardíaco. Minha mãe tem asma… A doença de coração do meu padrasto ficou tão grave que ele toma 7 comprimidos no café da manhã. Meu melhor amigo Daren, quatro de seus tios e tias morreram de diabetes. Sua ex-namorada Rita tem câncer de mama aos 40 e está morrendo. Descobri há alguns meses que a sua atual namorada Dione tem câncer de ovário. E ontem minha namorada recém descobriu que seu pai tem câncer de próstata. Qual é a única coisa que todos têm em comum, um com o outro, além do ar que respiramos e a água que bebemos? Carne, leite, queijo e ovos. Produtos de origem animal durante todo o dia. E eu sei que você pode culpar alguns dos cânceres com a poluição ambiental, não há dúvida sobre isso. Mas como você pode culpar ataques cardíacos e derrames com a poluição ambiental? E diabetes, obesidade, osteoporose?

Vou listar para você de duas maneiras diferentes. Vou mostrar o que está matando as pessoas, e também vou te mostrar quem está mentindo para você. Mentiras puras e simples. Vamos chegar a um acordo sobre a indústria de laticínios… E me avise se estiver sendo injusto aqui, eu quero saber. De acordo com a própria indústria de laticínios, a principal razão pela qual eles existem é para que você possa obter cálcio. Justo, não é essa a reivindicação completa deles? “Coma um pouco de queijo.” “Beba um pouco de leite de vaca.” “Ossos fortes, corpo forte.” “Leite faz bem pro corpo.” “Tomou leite?” Verifiquem com o USDA: Nós, estadunidenses, consumimos a maior quantidade de leite do planeta. Aqui mesmo. Você não consegue nem comer um sanduíche mais sem queijo. Colocamos queijo em cada buraco que encontramos na comida, colocamos queijo dentro das massas de pizza agora! Colocamos queijo sobre saladas também! Você não consegue nem comer uma salada sem queijo mais! E se você tem a sorte de pegar uma salada sem queijo, qual a primeira coisa que as pessoas pedem pro garçom? “Hey, poderia colocar um pouco de queijo ralado aqui em cima?” “Poderia colocar algum laticínio em cima desses vegetais pra mim?” Nesta sociedade onde todo mundo é viciadoem queijo. Eeu digo VICIADO! Como se estivesse viciado em maconha, crack, êxtase, morfina e antídotos. A maioria das pessoas não pode sequer imaginar uma refeição, muito menos um dia ou uma vida inteira sem queijo. E você quer saber porque vegetarianos nunca se tornam veganos? Queijo! Queijo numa batata cozida, queijo sobre o brócolis, queijo em tudo que está à vista. Até mesmo pessoas intolerantes à lactose comem queijo! E não me importo com o que as pessoas dizem a respeito disso, elas até evitam o leite puro. Mas coloque uma pizza pepperoni de dois queijos em frente a uma pessoa intolerante à lactose. Sem pensar duas vezes, devoram tudo.

Então, comemos todos esses produtos de origem animal em nossas dietas. Você já se perguntou por que não há menos de três comerciais de TV sobre suplementos de cálcio? Actonel, Boniva e Citracal. Brincadeira, né? Suplementos de cálcio nos EUA? Como é que pode existir osteoporose? Como é que nas lojas de vitaminas, e digo no plural, lojas, porque quando eu viajo pelo país meus amigos… os comedores de carne puxam-me pro lado o tempo todo e dizem: “Ei, Gary, nós comemos carne porque você encontra na carne tudo o que precisa! Todas as vitaminas, todos os minerais, todos os nutrientes.” Bem, como é que nesta sociedade em que todos nós vivemos, que come carne, queijo, ovo, leite, toda cidade tem não só uma, mas 2, 3, 4, 5 ou 6 lojas de vitamina? Como é que o Rite Aid, CVS e Walgreens agora têm seções completas de vitamina também? Com uma prateleira inteira dedicada a suplementos de cálcio. Eu achava que todo mundo conseguia cálcio dos produtos de origem animal. Isso é o que as pessoas das indústrias de carne e laticínio dizem. Notícia de última hora! Negativo! A proteína animal não deixa. Proteína animal faz o seu sangue ácido, fazendo com que o seu corpo extraia o fosfato de cálcio dos ossos. Fosfato para neutralizar; o cálcio é excretado através da urina. Existem quatro comerciais de fibras: Metamucil, Fibercom, Fibersure e Benefiber. Se as pessoas comessem uma maçã ou uma pêra, de vez em quando, ninguém iria precisar de ajuda para fazer cocô. Preste atenção, olhe ao seu redor e veja o que está acontecendo.

Agora, após dizer tudo isso, nós estabelecemos as quatro razões pelas quais as pessoas comem carne, leite, queijo e ovos. Sem debate, sem discussão. Hábito. Tradição. Conveniência. Gosto. Sim, eu sei porque as pessoas fazem isso, eu fiz o mesmo por 25 anos. Nós não fazemos isso para ser éticos e permanecer saudáveis. Isso é óbvio. E nós também não fazemos isso para ajudar o meio ambiente. Duas coisas rápidas sobre o meio ambiente… A propósito, vão até meu site, cliquem em ‘all about veganism’, e depois em ‘environment section’, fome no mundo e poluição ambiental. Causa raiz da fome no mundo: sociedades que comem carne. 65% dos grãos do mundo são reservados a cada ano para alimentar 53 bilhões de animais terrestres, que são mortos todos os anos neste planeta. E dezenas de bilhões de animais marinhos. Temos fazendas de peixes hojeem dia. Emvez de utilizar essas culturas para seis bilhões e meio de pessoas. Faça as contas, você não precisa ser o Einstein para entender esta equação. E, mais uma vez, a poluição ambiental, poluição do ar, poluição da água, desmatamento, emissões de gases de efeito estufa… A causa número um é a agricultura animal.

Agora, eu quero voltar ao “gosto bom”, porque eu acho que carne tem um gosto bom. E você pode se chocar ao me ouvir dizer isto, mas se você estiver trabalhando em algum tipo de crédito extra no meu discurso, e você quiser me citar, pode me citar agora: eu adoro o gosto de carne. Adoro! Queijo… adoro! Leite de vacas e ovos… adoro! Culpado. Eu não parei de comer tudo isso por uma questão de ‘sabor’. Parei por ética. Moralidade. Decência. Compaixão para com os animais com quem eu compartilho este planeta. Mas aqui está a melhor razão para ser vegano nos dias de hoje: nunca foi tão fácil! Você pode ter o mesmo cheiro, sabor e textura da carne, queijo e leite, sem eles! Ninguém precisa mais sofrer e morrer para que você possa jantar, incluindo você! Eles fazem uma versão vegana de todos os produtos que vocês gostam de comer. Tudo a partir de soja, trigo, arroz e vegetais. Quero mostrar pra vocês alguns desses produtos, e eu não estou recebendo um centavo dessas empresas para isso. Aqui vão meus favoritos, as imitações de carne mais saborosas que conheço. Vocês gostam de bacon? Lightlife Smart Bacon, bacons feitos de soja. Esta empresa, Lightlife, também faz toucinho defumado de tempeh. Agora, tempeh é uma versão fermentada de soja, por isso o gosto é um pouco diferente, mas lembrem-se, eu não recomendaria esses produtos para vocês se o gosto não fosse fantástico. Eu estou tentando impressioná-los para que vocês se tornem veganos. Não estou mostrando todos os produtos disponíveis, alguns produtos são péssimos! Estou mostrando os melhores dos melhores. E quando eu digo que alguns produtos são péssimos, não ajam como se não existissem péssimos restaurantes chineses, pizzarias desagradáveis e lanchonetes nojentas, ok? Funciona de qualquer maneira. Se for bem feito, não importa o que seja, o gosto será bom. Caso contrário, será péssimo. Lightlife também tem tiras de soja com gosto de frango e tiras de bife também. Eles também têm uma linha completa de frios: peru, mortadela e presunto. Não dá pra notar a diferença baseado no gosto, aparência ou textura. Uma pequena empresa chamada Melissa tem Soyrizo, chouriço vegano. Barras de energia, como Cliff Bars, Luna bars, e uma nova barra, que acabou de sair, chamada Bar Pro; você pode não ter visto ainda. São todas veganas! E muitas outras empresas também têm uma barra de energia vegana. Lembrem-se, quando você se tornar vegano, você não tem que abrir mão de nada. Tem sempre as versões veganas das coisas, ou coma coisas que são verdadeiramente naturais, como frutas e vegetais ou feijões e lentilhas. Você gosta de peru? Sem problemas… Meu produto favorito? Tofurky! Peru feito de Tofu! Enchimento no interior! Olha, cheira e tem gosto de peru. Você tem que cortá-lo com uma faca, mas adivinhem? Nenhum peru teve que sofrer e morrer por isso! Tofurky também tem fatias do Peru de Tofu, seis diferentes sabores de fatias do Peru de Tofu. Tofurky também faz fatias de Tempeh. Lembra que eu falei sobre o bacon falso, o LightLife Tempeh? Eles têm alguns produtos de tempeh também. Tofurky também tem linguiça italiana, salsicha de cerveja e… parece existir um vício na nossa sociedade por tiras de carne? Eu não sei o que diabos está acontecendo com o gosto das pessoas, todo mundo ficou maluco… Mas não se preocupe… tiras de Peru de Tofu! Temos a versão vegana de tudo o que procura. E muitas outras empresas também têm tiras de carne veganas. A melhor empresa do mercado atualmente é a ‘It’s All Good Gardein Protein’. Esse é um dos seus pratos de frango. Estes são dois outros pratos de frango. Três pratos de frango! Eles têm mais pratos de frango, eles têm pratos de bife, e recém saiu há alguns meses asas de búfalo também. A rede de supermercados Trader Joe’s agora quer competir na indústria de carne de soja. Eles fizeram a sua própria marca de frango de soja e tiras de bife de soja. Há uma empresa chamada Vegetarian Plus, e eles têm costelinhas veganas, com sabor de frutas cítricas. E Gardenburger tem estrias, costelas falsas, há mais de dez anos… Já perdia a conta de quantos amigos carnívoros eu enganei com esses produtos! E essa companhia também tem camarão, kung pao de frango, frango com laranja e rolos de atum. Eu mencionei carne de trigo, anteriormente; eu não acho que as pessoas realmente saibam que é isso. Existe de fato um nome para isso: seitan. Não é “diabo” (satan em inglês), mas sim SAltan. E vocês têm que prová-la, também. E agora eles têm seitan com diversos sabores no supermercado também, da marca Upton: estilo de carne moída, o estilo de chorizo, eles também têm um sabor salsicha italiana. Outra empresa favorita… Nate’s Meatless Meatballs! Eu sei que vocês já viram hambúrgueres vegetarianos antes, provavelmente Boca. Mas, se você não gosta do Boca… Novidade: existem Amy’s, Morningstar Farms, Dr. Praeger’s, Sunshine burgers e Gardenburger. De todos os gostos e texturas. E se você está procurando por carne falsa que não contenha soja para sua dieta, uma nova empresa chamada Bahama tem… hambúrgueres de arroz! Existem também salsicha e bolas de carne, feitas de arroz. Outra empresa sem soja, um tipo diferente de gosto de carne falsa, feita de arroz, uma pequena empresa de Cincinnati, chamada Five Star Foodies tem hambúrgueres de alcachofra, meu novo tipo favorito de hambúrguer vegetariano, de longe, hambúrgueres de alcachofras! Eles também têm um assado de colheita! O rótulo diz “vegetariano” mas é vegano. É um peru falso, com uma pele também falsa em torno dele. Amy’s também está disponível e eu tenho certeza que vocês já viram seus produtos. Eles têm um monte de coisas mas, lembrem-se, a maioria deles só é vegetariano. Seus produtos ainda contém ovos e queijo e outros subprodutos animais. Mas um deles é vegano, tofu mexido… um ovo mexido falso! Um pastel quente, que realmente tem um sabor muito bom e também é bom para você! E a Amy’s também tem macarrão de arroz com queijo Daiya! A nova marca de queijo vegano no mercado, queijo Daiya, que você agora pode encontrar no Whole Foods. Ele vem em dois sabores diferentes. Muita gente está enlouquecendo com o queijo Daiya… Eu ainda gosto do ‘Follow Your Heart’ que tem quatro diferentes sabores de queijo vegano, vem em um bloco grande e derrete na boca. Às vezes você tem que ser criativo com esses produtos… A LightLife também tem pepperoni vegano pronto, é só abrir e comer. Se você pegar um pouco desse pepperoni vegano, compre também um Tofutti Pan Pizza com queijo de soja. Tofutti também tem requeijão, creme de leite e sorvete. Antes de entrar no forno ou depois de sair do forno, coloque alguns pedaços de pepperoni e aí está uma pizza pronta para você. Lembre-se que existem leite de soja, leite de arroz, leite de amêndoa, leite de cânhamo, leite de coco, leite de aveia e leite de avelã. Sete leites veganos no mercado. Há sorvete de soja, sorvete de arroz, sorvete de amêndoa e sorvete de leite de coco, um picolé da So Delicious. E permita-me dizer isto: você nunca em sua vida tomou sorvete até que você tenha tomado o sorvete de leite de coco da So Delicious.

Se você visitar o meu site e clicar no ‘Veg Shopping Guide’ (Guia de Compras Veg)… eu provei tudo por vocês, com antecedência. Confira as marcas que eu recomendo. Garanto a você que eu não como nada desagradável. E que tal comida étnica? Comida indiana, do Oriente Médio, comida mexicana? Abundância de opções veganas… Comida italiana… massas e macarrão… e uma massa autêntica, um espaguete autêntico, assim como pão, não requerem produtos de origem animal. Infelizmente, nós contaminamos esses produtos – você sempre tem que pedir ou conferir a lista de ingredientes. Mas todos os restaurantes italianos têm pelo menos um, se não dois ou três pratos de massa autênticos, que são sempre veganos. E quando se trata de encontrar o melhor pão – Whole Foods ou Panera Bread, Breugger’s Bagels, Einstein Bagels – 90% desses pães e bagels são sempre veganos. Comida asiática: japonesa, chinesa, tailandesa, coreana, vietnamita… tudo o que você precisa fazer é substituir a carne por tofu em qualquer um de seus pratos. É só pedir para cozinhar sem molho de peixe e você terá uma refeição vegana. E a “soul food” pode ser veganizada também. De fato, vocês têm muita sorte de estarem aquiem Atlanta. Vocêstêm dois restaurantes de “soul food” disponíveis, de propriedade da mesma empresa, a “Soul Vegetarian”, a apenas 10 minutos do campus. Macarrão com queijo vegano, couve, inhame. Eles têm algo chamado “Kale Boné” sandwich, que é um sanduíche de carne assada falso com queijo escorrendo também. Vocês têm que visitar o Soul Vegetarian.

E não pensem que eu não os observo enquanto estou aqui na frente. Como é possível que sempre quando eu falo sobre carne falsa tem sempre um punhado de pessoas em toda platéia, e temos uma platéia bem grande hoje, eu parei de contar por volta dos 8 ou 9… Como é que há sempre um punhado de pessoas que torcem o nariz, arregalam os olhos, olham para as pessoas ao seu lado ou do outro lado do corredor, dizendo: “Frango de soja, esse cara é maluco? Bacon de soja? Ele deve ter enlouquecido!” Como é que estes produtos, feitos de soja, trigo, legumes, grãos e especiarias – sem produtos químicos – é contrário às mentiras que são espalhadas sobre estes produtos pelas indústrias de carne e laticínios. Como é que esses produtos são considerados nojentos para a maioria das pessoas e a carne não? Carne tem cinco componentes, deixe-me listá-los: sangue, carne, veias, músculos e tendões – o corte cadavérico de um corpo desmembrado. Como a carne não se qualifica como grosseira e repugnante para todos? Como uma certa bebida, um liquido que escorre para fora das entranhas das vacas, uma secreção que escorre das glândulas mamárias de um outro ser, que aliás é cheio de pus… oh, sim, deixe-me dizer-lhes, pus no seu leite de vaca. Quando você conecta as máquinas nas tetas das vacas, três vezes ao dia, sugando-as até secar, essas máquinas causam muitas infecções no interior e exterior da teta. Agora vamos adicionar todos os hormônios de crescimento bovino que eles colocam nas vacas para ter certeza que elas possam fornecer grandes quantidades de leite, que sempre causam outra infecção. A máquina não sabe o que não deve sugar! Pus, muco e infecções dentro do seu leite… e, sim, o leite é pasteurizado. Mas desde quando a pasteurização se tornou um processo de remoção? É um processo de sanitização! Você só está sanitizando pus, procure por esse assunto na internet. E você não acha que a indústria de laticínios usaria a palavra ‘pus’ quando escrevem sobre este problema, acha? Em seus próprios jornais técnicos, com certeza, eles vão enganá-los de novo com isso… Busque o termo científico para pus: “contagem de células somáticas”. E a propósito, o nosso governo, o USDA, eles permitem que a indústria de laticínios tenha uma quantidade máxima de um conta-gotas cheio de pus em cada copo de leite. Continuem bebendo…

Oh! E, a propósito, quando vocês estiverem pesquisando esta mentira da indústria de laticínios e todas as outras… talvez também queiram buscar por ‘Casomorphins’. Escrevi em ambos os lados do quadro. Lembram-se da parte inicial da palestra, quando eu falei sobre pessoas que são viciadas em queijo, como se tivesse crack e morfina em sua composição? As vacas mães, antes do nascimento dos bezerros, produzem uma substância no seu leite, para garantir que o bezerro vai sempre ficar por perto. E as mulheres fazem isso também – nestas últimas a substância não é morfina, mas em vacas é! Uma versão de morfina – Casomorphins. É por isso que as pessoas são tão viciadasem queijo. Precisamter sua dose diária de morfina. Alguém sabe o que realmente é um ovo de galinha? E não diga embrião ou feto abortado – longe, ele não é fertilizado, portanto, não pode ser nenhum dos dois. A galinha é uma fêmea, portanto, ovo não fertilizado através de um sistema feminino? É parte de seu ciclo menstrual, é a menstruação da galinha! As pessoas fazem omeletes com menstruação de galinha, de manhã, e de repente eu me tornei estranho, porque não faço mais omeletes? E vômito? Ah, vamos retirar essas vendas de vocês hoje! Admitam, vocês adoram vômito! Adoram colocá-lo sobre seus alimentos. Melhor então dar um nome bonito para ele. Ninguém vai comprar e comer vômito. A menos que nós o chamemos de mel. Mel vem diretamente do estômago da abelha, é regurgitado diretamente através da boca de uma abelha – pergunte a qualquer biólogo. Mas ninguém quer comer Nut Cheerios de Vômito, queremos Nut Cheerios de Mel. Mentimos a nós mesmos com jogos de eufemismo. A dieta padrão de um carnívoro é carne, sangue, veias, músculos, tendões, secreções de vaca, menstruação de galinha e vômito de abelha?

Ainda não terminamos… Não vou deixar vocês escaparem tão facilmente enquanto estiver com vocês aqui hoje. Sabe qual é o cúmulo de tudo isso, na minha opinião? Porque em todo mês de novembro, durante um feriado que as pessoas adoram tanto, elas pegam um peru morto, abrem a bunda desse peru, ou abrem um buraco bem largo no rabo do peru, pegam recheio e enfiam dentro da bunda morta, e usam o pequeno rabo morto como um forno, para assar pão. Usar a bunda de alguém que está morto, cheio de bactérias, para fazer pão? Pão de rabo? E as pessoas ainda acham que os veganos é que são estranhos? Porque nós comemos tofu? E arroz, e feijão, e lentilhas?

Eu digo às pessoas, um dos meus pratos favoritos nos dias de hoje é: inhame. Me dê um prato de inhame na janta e sou um cara feliz. Eu sei como a maioria das pessoas são, no entanto, eu digo isso a eles e eles falam: “Espere, você acabou de comer inhame no jantar? Eu não sei não, cara, isso é meio estranho…” Ok. Mas as costelas de alguém no seu prato não é estranho? Não faz você pensar duas vezes? Pernas cortadas, coxas fatiadas e seios mutilados em cima do seu prato não fazem você pensar duas vezes… E querem saber por que? Essas vendas estão bem presas em seus olhos, não estão? E eu aposto que a maioria de vocês ficou perturbado comigo, quando a palestra começou e eu acusei a todos de terem vendas nos olhos. Eu não estou aqui para ser seu inimigo! Estou aqui para alertá-los, porém. Você pode ter tido uma boa desculpa antes de eu chegar aqui para ser desinformado e mal informado. Ok, isso é justo. Honestamente – o mesmo se passou comigo por um bom tempo. Entretanto estou curioso… qual é a desculpa agora?

Você tem uma opção hoje, quando sair desta sala, você pode optar por ser radicalmente bondoso – nunca mais, intencionalmente, causar dano a outro animal, para o café da manhã, almoço ou jantar, nunca mais. Essas criaturas nunca lhe prejudicaram, violaram ou tiraram vantagem de você, de nenhuma maneira. O mínimo que você pode fazer é retornar o favor. Ou você pode permanecer radicalmente cruel – mantenha o ‘status quo’ como está. Certifique-se que os animais não tenham liberdade. Certifique-se de que nunca experimentem uma gota de bondade humana. Certifique-se de que seus bebês sejam roubados deles, tenha certeza de que seus bicos sejam cortados, seus chifres retirados e seus testículos extraídos. Certifique-se de que haja uma faca em suas gargantas a cada segundo de cada dia, por toda a eternidade. Eu realmente espero que vocês façam a escolha certa.

Eu gostaria de concluir esta palestra para que possamos fazer a nossa sessão de perguntas e respostas. Preciso apenas de cerca de 6 minutos para dizer algo sobre a indústria de laticínios, no que se refere diretamente a vacas. Falamos sobre o pus no leite de vaca, que é nojento. Falamos sobre a insalubridade por consumir produtos de laticínio, mas ainda temos de focar no que as vacas estão passando. Tenha em mente, o veganismo não é apenas sobre a sua saúde – isto seria egoísta. Eu estou tentando fazer com que as pessoas não sejam egoístas, por mudança. Serem altruístas, fazer alguma coisa boa para alguém. E ao fazê-lo, não espere nadaem troca. Masquando se trata de crueldade, eu acho que há mais crueldade num copo de leite do que num bife. Quero me expressar visualmente e verbalmente. Vocês serão a 11ª turma a ver o que estou prestes a mostrar. Por que isso ocorreu apenas a alguns meses atrás em Plain City, Ohio, em uma fazenda familiar de leite.

VÍDEO – Abandonem a crueldade. Abandonem os produtos de laticínio.

Este não é um incidente isolado! Nem por um minuto pense que este é um incidente isolado. Isto é como os escravos são tratados! Vocês realmente não acham que os escravos são bem tratados, não? Vocês realmente não acham que os brancos foram bacanas quando trouxeram os negros aqui em navios, acham? Vocês não acham que os nazistas eram bons quando mandaram judeus e ciganos para as câmaras de gás, acham? E isso ocorre porque você quer comprar aqueles produtos. E, sim, aquele cara é um idiota por fazer o que fez, mas ele está fazendo isso porque você quer comer o que sai do corpo daquele animal. Chega! Vocês não são mais homens e mulheres das cavernas. Parem de agir como Neandertals! Estamos em 2010. Desista! Não é nem um pouco bonito e nem um pouco engraçado o fato desses animais estarem sendo maltratados. Vocês não têm o menor direito de fazer isso com eles! Você não merece ser livre se algum outro animal também não é. Isso é uma violação! E se você já se perguntou porque os veganos ficam tão chateados às vezes, como eu estou agora, você acaba de ver um pouco desse porquê. Toda vez que vamos numa fazenda, tem sempre alguém socando, chutando ou esfaqueando algum animal. E tem outra coisa que me intriga muito: por que as pessoas ficam mais chateadas com vídeos como esse último, de pessoas socando e chutando animais? Como as pessoas ficam mais chateadas com isso do que quando alguém enfia uma faca na garganta deles? Mesmo que você ache uma fazenda onde não exista ninguém socando e chutando ninguém, quando alguém enfia uma faca na garganta de um animal ou coloca uma bala entre seus olhos, como isso não é considerado crueldade? Você sabia que 90% dos hambúrgueres dos EUA vem da indústria de laticínios? Quando as vacas não dão mais leite, entre 3 a 7 anos de idade, vão direto para os abatedouros. Sem exceções. Se elas tivessem chance, poderiam viver de 18 a 25 anos. E vacas são como todos os mamíferos… Eu não estou tentando menosprezá-los quando eu falo sobre questões animais. É que as pessoas não acham que os animais passam pelas mesmas coisas, as mesmas emoções que você passa, que todos passamos. Para que uma fêmea de uma espécie mamífera produza leite ela precisa estar grávida! Todo ano, cada vaca de cada fazenda é estuprada! Um cabo de aço longo é enfiado em suas vaginas para que seja injetado sêmen, sendo que algumas vezes usam a própria mão. Isso força o fluxo de leite. E depois de dar à luz, seus filhotes são roubados. E permita-me falar uma coisa, o pior grito que eu já ouvi, e eu ouvi tudo de camarote… Quando eu comecei a descobrir essas coisas, há pouco mais de 15 anos, eu era como todo mundo. Eu não acreditava que era tão ruim assim. Achava que todo mundo estava exagerando. Mas diferentemente dos outros que se recusam a ouvir outra opinião, que empurram tudo pra debaixo do tapete, eu fui de fato ver o que estava acontecendo. Eu fiquei 6 semanas no abatedouro Thorn Apple Valley de Detroit em 1993. Eu entrei em laboratórios de pesquisa animal e em fazendas de pele. Eu vi os bastidores de todos os circos e rodeios que já passaram por Michigan. O pior grito que já ouvi foi de uma vaca mãe em uma fazenda de laticínios, berrando e tirando todo o ar de seus pulmões dia após dia para que seu filho fosse devolvido para ela. E eu posso apenas imaginar o grito de desespero que cada mulher nesta sala emitiria se alguém roubasse o filho recém-nascido de vocês. E por que eles tiram os bezerros de suas mães? Ora, a indústria de laticínios não pode aturar bezerros tomando todo o leite que foi feito pra ela, já que vão vender cada gota pra você depois. Toda vez que você toma um copo de leite, algum bezerro fica sem. E as vacas produzem leite por apenas uma razão. Durante a sessão de Perguntas e Respostas que estamos prestes a entrar, vocês podem me perguntar o que quiserem. Não sou político, tragam à tona o que quiserem. Se você entrou na internet e viu meus ensaios radicais que resultaram na minha expulsão de diversos países, tudo bem, traga tudo à tona! Mas tem uma pergunta que eu não vou aceitar que me façam: você não pode me perguntar porque as vacas produzem leite! “Leite é bom pra gente…” “Nós não deveríamos estar dando ele pras nossas crianças, Gary? Não deveríamos tomar leite?” A natureza cuidou disso há muito tempo: vacas produzem leite para, e somente para, seus filhotes. Assunto encerrado! Para sempre! Sem discussão. Vacas não produzem leite para filhotes de elefantes… filhotes de orangotangos, filhotes de porcos-espinhos, de coelhos, de ratos e de seres humanos, sejam estes bebês, adolescentes ou adultos. Nosso corpo não tem nenhuma necessidade de leite de vaca, assim como não tem nenhuma necessidade de leite de girafa, nem de leite de zebra, de rinoceronte, de hipopótamo, de camelo, de cervos, de antílopes, leite de cavalo, de porco, de cachorro e de gato. O único leite que precisamos é o leite dos seios de nossas mães quando nascemos. E só! Quando acabamos de mamar, nunca mais precisamos de uma única gota de leite durante a vida. Nenhuma espécie deste planeta precisa de leite depois de seu período de amamentação. Mas se você quiser incluir algum tipo de leite na sua dieta, como eu faço, deixe-me contar as boas notícias: leite de soja, arroz, amêndoa, cânhamo, coco, aveia e avelã. Eu prometo: você vai gostar de pelo menos uma dessas 7 opções veganas. Lembrem-se, quando você se torna vegano, não precisa abrir mão de nada! Tem sempre as versões veganas das coisas, ou então coma aquilo que é realmente natural como frutas, vegetais, feijões, lentilhas e sementes. Gostaria de agradecer a todos por ouvirem com mente aberta. Muito obrigado.

Fonte: http://www.youtube.com/watch?v=8bH-doHSY_o&feature=player_embedded                                

             – acesse o link e assista à palestra ao vivo –

Anúncios